A Europa e eu – uma carta de amor

A Europa está a atravessar um período difícil e apenas com fé, e também um pouco de idealismo, é que podemos superar esta crise. Numa carta ao seu continente de origem, a nossa autora relembra os melhores momentos de uma juventude partilhada entre as duas e acalenta esperanças para o futuro. Uma carta de amor para a Europa.

Conhecemo-nos a minha vida inteira. Quando era pequena, tu mostraste-me as praias de Itália nas férias de verão e os cumes das montanhas cobertos de neve da Áustria no inverno. Celebrámos o meu quarto aniversário juntas na Grécia, onde aprendi a andar de bicicleta nas ruelas de Antiparos. Tu foste bela, entusiasmante e sempre estiveste lá para me apoiar. À medida que fui crescendo, também tu te tornaste maior e mais forte; acompanhei-te ao longo dos teus acontecimentos mais marcantes e tu ao longo dos meus. Quando era mais velha, viajámos juntas em intercâmbios escolares para a Escócia e para a República Checa, onde me senti pela primeira vez estupefacta ao conhecer facetas tuas completamente novas para mim. Ano após ano, a nossa amizade tornou-se cada vez mais profunda e eu pensei que te conhecia bem.

Estavas lá enquanto eu tomava banho na severa costa da Bretanha e experimentava windsurfing; passeámo-nos juntas pelos bairros antigos de Barcelona; comemos lángos no lago Balaton. Ninguém conseguia contar histórias tão entusiasmantes como as tuas. Trazias de volta à vida eras passadas enquanto deambulávamos por Veneza e em Berlim confiaste-me os teus segredos mais obscuros.

Anja-winter
Anja-Antiparos-2

Alguns anos atrás, mudei-me para Malaga, em Espanha, durante um ano, onde fui parar a um contexto muito internacional. Os meus colegas de quarto vinham da Holanda, Turquia, França, Itália e Alemanha. Discutíamos muito no nosso apartamento, desde as razões para a popularidade do Berlusconi até às políticas de armamento americanas e as vantagens e desvantagens do sistema de licenciatura e mestrado. Todas estas conversas enriqueceram-me e mostraram-me que somos todos do mesmo canto do mundo, este pequeno trecho da Terra, que tem tanto para oferecer e é profundamente interligado, histórica e culturalmente. Eu não era a única que declamava arrebatadamente sobre ti, e adorei isso. Foi-me oferecida uma perspectiva completamente diferente da minha pátria. Apercebi-me que éramos todos jovens com experiências parecidas, com as mesmas opiniões, sonhos e desejos. E tu estiveste sempre lá, nunca me senti tão próxima de ti.

De repente, havia algo entre nós, uma intimidade que nunca tinha sentido antes. Subitamente, eras mais do que uma amiga, tinha-me apaixonado por ti. Pertencíamos juntas e eu responsabilizei-me para ter a certeza de que estavas bem. Mas infelizmente tive de testemunhar como lutavas cada vez mais. Acessos de depressão e crises de identidade abalaram a tua auto-confiança e uma agitação interior ergueu-se de dentro de ti. Foi difícil para mim ter de te ver assim. Sempre pensei que tinha em ti uma parceira firme e inabalável, alguém que sempre estaria lá. No entanto, de repente, tinha medo por ti.

Estamos há muitos meses numa relação à distância. Vivo agora na Colômbia. Embora goste de cá estar, às vezes tenho muitas saudades tuas, uma vez que os meus sentimentos só se têm tornado mais fortes desde que aqui estou. Contas-me muitas vezes sobre os problemas que te têm incomodado, sobre o teu conflito interior. Fico acordada toda a noite durante os momentos críticos na esperança de ouvir notícias melhores. Estou mesmo preocupada contigo, gostaria de te fortalecer e de te apoiar. Eu acredito em ti e quero ajudar-te a superar esta crise.

Anja-Malaga

No entanto, uma só voz pode rectificar pouco quando confrontada com as tuas contradições interiores. Precisas de milhões para reconstruir a tua auto-confiança. Tens tantos amigos, aceita a ajuda que te é oferecida! Mostra aos cépticos aquilo de que és capaz, o quão forte és. Tenho fé de que irás conseguir lidar com tudo, Europa, poderás sempre contar comigo.

[crp]

Autora

Anja Meunier (Alemanha)

Studies: Mathematics and Economics

Línguas: alemão, inglês e espanhol

A Europa tem…belos países, pessoas interessantes, um óptimo estilo de vida. E precisa de ficar junta.

500px: Anja Meunier

Tradução

Margarida Catela (Portugal)

Revisão

Mariana de Araújo (Portugal)

This post is also available in Bosanski - Hrvatski - Srpski, Català, Deutsch, English, Español, Français, Italiano, Malti, Polski, Română, [Main Site], Ελληνικά and Русский.

Author: mariana

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

css.php

Ao continuar a usar o site, está a concordar com a nossa utilização de cookies. mais informação

As definições de cookies neste site são “autorizar cookies” por defeito, para providenciar a melhor experiência de navegação possível. Se continuar a usar o site sem mudar as definições, ou se clicar em “Aceitar” abaixo, está a consentir que se mantenha esta definição.

Fechar